Master Group | Transplante Capilar FUE

www.transplantecapilar.pt | +351 937 553 261 | +351 210 168 281 | Equipa médica altamente especializada em transplante capilar pela técnica FUE

A ciência da perda de cabelo

Quando o assunto é a queda de cabelo, a genética pode e deve ser considerada o principal fator que justifica a calvície, especialmente no que concerne os homens. Considerando que geneticamente um homem é representável pelos cromossomas XY e uma mulher pelos cromossomas XX, podemos considerar que se um dos dois cromossomas “x” transmitidos pelas mães aos seus filhos homens dispuserem do gene da perde de cabelo, então a probabilidade desse homem vir a sofrer de perda de cabelo é de 50%.

Desta situação evoca-se o peso da genética  e sugere-se ainda que o fator hereditário relacionado com a hereditariedade genética é muito mais forte. Assim se explica também que é muito mais raro as mulheres paderecem de queda de cabelo, pois em termos genéticos o mesmo significaria que teriam que ter nos dois cromossomas “X” uma propensão para essa situação.

A despeito desta situação podemos todavia dizer, que as pesquisas sugerem que os homens que têm um pai careca são mais propensos a desenvolver calvície, de padrão masculino, do que aqueles que não têm.

No entanto, mesmo em situações em que nenhuns dos pais dispõe de genes, outros fatores podem e devem ser considerados para a calvície. Entre esses podemos destacar a dieta, o stress, a nutrição, a idade ou mesmo a depressão, entre outros.

 

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: